segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Artigo de opinião - A propaganda no universo infantil

Existem muitas opiniões sobre o efeito da propaganda na mente das crianças e o quanto essa propaganda irá influenciar na hora da compra. Existe até lei que eu não sei se é aprovada para proibir a publicidade na TV para determinadas faixas etárias. O problema é que pais indignados reclamam que a propaganda cria uma ilusão na cabeça das crianças e de tanto eles as crianças encherem o saco eles compram o determinado produto, porém essa é a função da propaganda criar um desejo seja em adultos ou crianças, é claro que sabendo desse poder de persuasão das crianças eles irão focar bastante nos pequeninos.

Na minha opinião cabe aos pais orientar o filho o que é certo e o que não é o que é útil e deve ser comprado e o que não deve ser comprado, afinal o dinheiro é deles.
Então porque não proibir a propaganda eleitoral, o Tiririca em sua campanha dizia em alto e bom som para as crianças pedirem pros pais votar nele, e muitos candidatos fazem isso, e é claro muitas crianças pediram, se as crianças não votam e o Tiririca ganhou, a culpa é do marketing e da propaganda?
Não estou dizendo que o Tiririca ganhou por causa disso, mais com certeza ajudou, minha mãe disso que na fila quando ela foi votar tinha uma criança pedindo pra mãe votar no Tiririca.
E inconcebível pensar em proibir propaganda, seria uma privação a democracia dos pequenos, isso é importante para a formação deles.

Duvido que se alguém for a uma casa de pessoas humildes vai ter todos os produtos da moda ou que estão em altas, por quê? Porque os pais não têm condição de comprar e os filhos sabem disso.
Tudo é uma questão de cultura e dialogo.
A propaganda faz mil coisas, pode fazer você amar ou odiar algo, mais a única coisa que ela não faz é você comprar algo, coisa que tava escrito num comercial de TV.

 Por: Alan Farias*

4 comentários:

  1. Eu soube que proibiram propagandas, de redes de fast foods e empresas de produtos supérfluos como biscoitos e etc, que influenciam na vontade da criança e assim ajudando a aumentar o índice de obesidade infantil. O Mc donalds por exemplo foi proibido de publicar aqueles comerciais em que relacionavam a comida aos brinquedos super coloridos e interessantes. E também foram obrigados a diminuir a qualidade dos seus brindes.

    Dependendo de qual seja o assunto, quando envolve o universo infantil é preciso todo cuidado.

    Adorei sua opinião, só não sei se essa citação da propagando do Tiririca é interessante pro assunto, já que a influencia da criança não está direta.

    Beijinhos querido.

    ResponderExcluir
  2. Alan,
    Não concordo com vocês,acho que o estado não deve interferir na propaganda, sou a favor da liberdade total no que se refere a esse tema. Inclusive propaganda de cigarros e bebidas, acho que vivemos em uma sociedade livre, e a educação deve ser dado nos colégios e em casa, a mídia não pode ficar réfem da falta de controle dos pais!
    É apenas minha opnião, espero que entendam apenas como tal!

    Abraços e te espero lá no blog!

    ResponderExcluir
  3. Bem acredito que anular totalmente a propaganda não seja, o remédio. Afinal,há pessoas que vivem disso. Mas a conscientização é necessária! Acredito sim,que as crianças devem ser educadas nos padrões de sua realidade. No caso do Mc Donalds é preciso fazer a criança observar que não é saudável comer aquilo todo fim de semana,por causa de um brinde e tals...Explicar. Mas também não sou a favor do corte nem dos pais no cotidiano da criança e nem na mídia. A dosagem tem que ser certa.

    Bjus! Ótimo post.

    http://betynhathais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Não estou falando mal da sua postagem ou algo do tipo.
    Mas eu vi um pequeno erro no seu texto e decidir vim falar.
    Acredito eu que isso seja um artigo de opinião(espero estar certa)Mas,artigo de opinião não se usa-Eu acredito que...Minha opinião.
    Obrigada pela atenção de quem leu.

    ResponderExcluir