segunda-feira, 13 de junho de 2011

1* postagem interativa jogando na parede e blogs

Depois de meses de suspense , eis que chega ao fim o mistério .  Para os que não se lembram eu convidei 7 blogueiros para escrever uma história pra mim , eu fiz um  pequeno concurso para escolher o início da história no qual a blogueira Jeanine Xavier se saiu vencedora , a partir daí os 7 blogueiros convidados deram continuidade a história proposta , se você ainda não entendeu do que se trata clique AQUI , AQUI , AQUI, AQUI. Você Você Você Você quer ?
Mais uma vez quero agradecer aos 7 blogueiros , devido algumas turbulencias no percurso , somente 6 blogueiros efetivamente escreveram a história , mais mesmo assim estendo meu muito obrigado a todos.
 Já vou adiantando que a história ficou digna de Hollywood.

Vamos a história:

Dante e Beatriz, estavam perdidos pela cidade. Ela lamentava-se de ter o deixado e ele lamentava-se de tê-la deixado ir. Ela para num bar, todos a olham de uma maneira que lhe dá vontade de sair correndo e gritando... Ele caminha, atravessa o viaduto e lá em cima se apoia, querendo observar o que tem lá em baixo... um rio... e atrás dele os carros passam em alta velocidade... Está frio, ele sente frio...
   



No bar ela começa a lembrar o motivo da discussão que fez com que cada um fosse pro seu lado...
 
                                                         
@aurelio
Na vertigem da angústia, inebriada pelo licor amargo que embebia o seu coração, Beatriz lembrava-se da voz de Dante alvejando-a à queima roupa com aquelas três palavras...
“...seja só minha.”



                                                         
Por eternos três segundos Beatriz olhou-lhe os olhos azuis tremeluzentes. Imploravam um sim.
“Não.”

O azul de Dante escorreu-lhe pela face pálida. Seus lábios murmuraram palavras vazias que Beatriz não conseguia preencher. Naquele exato momento, as suas almas estavam longe demais uma da outra. Seus desejos os afastavam como dois ímãs que se repeliam em prantos.

Ela o amava. Ele, sem ela não viveria.

Ela não pensou. Ele pensou que não...

Antes que a mão forte de homem a pudesse agarrar, o seu salto alto já ganhara a rua sem olhar para trás. Beatriz aventurou-se cega pela rua. Coração em sangue, mas livre. 

E ali se perdia, em um bar sujo, cercada de ninguéns...

 

Depois desse frio começa a esquentar a situação...
De dentro de um carro saem 2 homens armados e começam a atirar nos carros de trás.E em poucos minutos aquela rua perto do rio que era calma,começou uma zona de guerra, Dante pega uma spiner,e atira bem na cabeça de um dos atiradores,mas isso despertou uma certa fúria do outro atirador,pois ele começou a atirar e, Dante leva um tiro bem no peito.

Beatriz se desespera e grita muito alto,mas ninguém ouve,então ela ligou para a emergência e explicou a situação.
Um helicóptero chega e prende o outro atirador,enquanto uma ambulância vem em direção a Beatriz e Dante...



Ainda estirado ao chão,Dante alucina. Beatriz sobre seu corpo pede desesperadamente que Dante não morra. Enquanto estava ali, Dante viu passar diante de si um filme sobre sua vida. Memórias e risos de uma vida difícil cercada de desafios e momentos felizes,mas que naquele instante cessava. 


Dante começa a murmurar algumas palavras. Beatriz diz para ele não fazer força, mas ele insiste dizendo uma frase que marcou a ferro quente no coração de Beatriz:
- Você é minha Alma, sou apenas um corpo frágil. Sempre estarei vivo em você

Sentiu frio, sentiu dor e por fim desmaiou.

Depois se seguiu um leve suspiro.
Dante estava morto...
Então, logo a ambulância parou. Enfermeiros desceram e pediram pra que Beatriz se afastasse. Ela revestida de lágrimas dizia: Por favor, o salve!   
Dante estava morto...
 

Seu coração estava em frangalhos, Beatriz não sabia o que seria de sua vida a partir
daquele momento, sua mente só pensava em uma coisa, vingança.
Depois que a ambulância saiu, ela tomou fôlego e foi atrás de informações, onde descobriu que
Dante na verdade era um...

Agente da CIA, e que ele havia entrado em sua vida para cumprir uma missão, a missão de protegê-la, Beatriz sem saber direito o que estava acontecendo, e ainda aos prantos, não fazia idéia de como  se vingar, mas ela não podia deixar impune, o culpado da morte de seu amado, ela descobre que na verdade tudo não passou de um golpe da máfia, para receber de seu pai uma grande quantia de dinheiro e que aquele tiro que Dante havia levado, era pra ser dela, sega e na mente apenas uma palavra ela estava decida a não deixar pedra sobre pedra, até encontrar quem havia causado aquela dor em seu peito, e assim sem nada mais temer a moça que fora doce como mel, se transformava em uma vingativa mulher, que não mediria esforços para punir aquele que havia levado o seu amor, e assim, começa a historia de uma jovem que é obrigada a se tornar uma das melhores justiceiras da historia,  vingando-se de todos aqueles que um dia ousaram fazer mal a alguém!

Alan 

Ela gostava de olhar a lua todas as noites , ela conseguia exergar os olhos do seu amado , mais esse era um segredo só dela .


 E aí o que acharam da história ?
Espero o comentário de vocês , foi só eu que senti uma vibe x-men Wolverine na última parte ?

P.S- O nome em vermelho é do blogueiro que escreveu a respectiva parte.Clique no nome e visite o blog do escritor.

9 comentários:

  1. Muito interessante!!!Gostei bastante..so nao entendi como beatriz que tava no bar,e o cara tava no viaduto e tal...quando levo tiro,beatriz tava la do lado?????

    Vlwlwlwlwl..muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Muito criativa a história! Foi uma ótima idéia essa interatividade, pena que eu não peguei do inicio! parabéns pela iniciativa e pelo blog! Voltarei sempre q poder! Abraços!!! Líbia.

    ResponderExcluir
  3. ei, buscamos parceria, entre em contato :)

    ResponderExcluir
  4. Ficou uma viagem meio doida haha :D

    ResponderExcluir
  5. Aguardando atualização!!
    Po posta video dela depois se qusier...ela e minha amiga de trabalho..vlwlwlw!!

    ResponderExcluir
  6. Ótima história Alan *-*

    Amei a minha parte *u*

    By: Crazy Galaxy

    ResponderExcluir
  7. Escrevi um destino alternativo para Dante e Beatriz...

    http://www.oescritordesonhos.com/2011/06/o-inverno-de-dante.html

    ResponderExcluir
  8. Uau!! Ficou massa nossa história. Quando precisar é só chamar Allan. Bjus!

    ResponderExcluir